Comerciantes do Cazenga trabalham sem alvará

Comerciantes do Cazenga trabalham sem alvará

Um número considerável de estabelecimentos exerce actividades comerciais, no município do Cazenga, Luanda, à margem da lei, por não possuírem alvarás, nem licenças de operação, disse ontem o director Nacional do Comércio.

Estêvão Chaves visitou o Cazenga, para cumprir as decisões de um encontro realizado há uma semana, entre o Governo da Província de Luanda (GPL) e o Ministério do Comércio, no qual se levantaram questões sobre o desenvolvimento das actividades do sector.
Estêvão Chaves disse que a Administração do Cazenga apresentou problemas relacionados com o comércio, pelo que foi necessário constatar a situação e estabelecer um trabalho para encontrar soluções conjuntas para dar resposta às preocupações.
Considerou necessário definir a actividade comercial com base na requalificação do Cazenga, para se determinar onde estão localizados os verdadeiros locais para o exercício do comércio fixo.
Estêvão Chaves disse haver necessidade da realização de feiras aos finais de semana para a venda de produtos nacionais, permitindo legalizar esta actividade e aumentar os níveis de oferta.
O director nacional indicou que, assim que os instrumentos jurídicos estiverem aprovados, vão ser realizadas feiras municipais do Cazenga, no âmbito da formalização do comércio de produtos nacionais.
O administrador municipal do Cazenga, Victor Nataniel Narciso, disse ser importante retomar a actividade no conhecido Largo do Comércio, porque as infra-estruturas existem e podem ajudar os empreendedores angolanos.
“A ideia é, dentro do fomento do empresariado e empreendedorismo nacional, analisar a forma de recuperar as lojas e outros espaços para dar emprego aos angolanos, principalmente à juventude”, disse.

Fonte: Jornal de Angola

Publicidade

Fechar
Fechar