Empreendedores fracassam por falta de ideias inovadoras

Empreendedores fracassam por falta de ideias inovadoras

O economista Célio Miúdo afirmou hoje, na cidade de Saurimo, Lunda Sul, que muitos projectos ligados ao empreendedorismo fracassam, porque os detentores de capital não têm ideias inovadoras e quase todos apostam no mesmo negócio.

Segundo Célio Miúdo, que falava hoje à Angop acerca do processo de diversificação da economia em curso no país, em função das lacunas apresentadas pelos potenciais empreendedores é necessário apostar na formação profissional dos detentores do capital e jovens com iniciativas empreendedoras, com vista a estarem capacitados e implementar com êxito os seus negócios.

Para o técnico, dado o contexto é fundamental que o governo apoie a iniciativa privada, através de programas de financiamento, porque a criação de empresas vai gerar mais emprego e mais impostos, resultando na arrecadação de maior volume de receitas ao Estado para realizar as despesas públicas.

Relativamente ao processo de diversificação da economia, o economista corrobora da opinião de outros especialistas da “praça angolana”, segundo a qual é necessário alavancar outros sectores económicos, para o êxito do processo de diversificação da economia nacional, com a agricultura no centro das prioridades.

Para reduzir substancialmente a dependência do sector petrolífero, cujo preço do barril no mercado internacional continua baixo, além da agricultura, Célio Miúdo entende que se deve investir também com alguma acutilância nos sectores das pescas, hotelaria e turismo e prestação de serviços.

Fonte: ANGOP

Publicidade

Fechar
Fechar