Processadoras do pescado no Nzeto beneficiam de micro-crédito

Processadoras do pescado no Nzeto beneficiam de micro-crédito

Vinte e cinco processadoras do pescado no município do Nzeto, província do Zaire, beneficiaram hoje de micro-crédito para o relançamento da sua actividade, no âmbito do programa de crédito agrícola de campanha extensivo ao sector das pescas concedido pelo Banco de Comércio e Indústria (BCI).

Cada mulher processador de pescado recebeu 500 mil kwanzas, valor que será reembolsado no prazo de 12 meses.

A cerimónia de concessão do micro-crédito foi orientada pela ministra das Pescas, Vitória de Barros Neto, e decorreu no âmbito da inauguração da ponte cais de apoio à pesca artesanal na costa desta vila piscatória.

A ministra das Pescas, que trabalhou durante algumas horas no Nzeto, esteve acompanhada do presidente do conselho da administração do BCI, Filomeno Ceita e do governador do Zaire, José Joanes André, entre outros responsáveis do seu sector e do governo local.

Este é o segundo micro-crédito concedido pelo BCI às processadoras de pescado no Nzeto, após a entrega feita em Maio de 2015 a 100 mulheres que exercem esta actividade na localidade, aquando do lançamento da pedra para a construção da ponte cais local.

Ao discursar na cerimónia, o presidente do BCI, Filomeno Ceita, assegurou que o banco continuará a conceder crédito às mulheres processadoras do pescado e apoiar outras actividades produtivas a nível desta província e do país.

Pontualizou que é o terceiro crédito concedido este ano, depois das províncias do Namibe( Tômbwa) e Uíge.

Por sua vez, a ministra das Pescas, Vitória de Barros Neto, salientou que o programa de micro-crédito se enquadra na estratégia do Executivo de combate à fome e pobreza no seio das mulheres, frisando que o sector continuará apoiar e promover iniciativas do género, em parceria com o BCI, tendo apelado também o envolvimento de outras instituições bancárias nesta iniciativa.

Fonte: ANGOP

Publicidade

Fechar
Fechar